domingo, 12 de setembro de 2010

Para todos nós

Eis a chegada dos anjos.


Acalme seus pensamentos.
Tranquilize seus sentimentos.
Abaixem as armas.
Desfaçam as trincheiras.
Não espere o alarido das trombetas...
Nem o soar dos sinais no mundo...
Eles chegam ao teu lar, sem anúncio e sem grande movimentação.
Arquitetam as mudanças. te tocam, ouvem, abraçam...
Os anjos vem em teu socorro, a suave voz tranquiliza o ambiente e traz o cheiro de céu.
Os mensageiros celestes pedem sua mão neste momento que conseguiste silenciar as tormentas que tu mesmo criaste.
As multidões celestiais te protegem a alma a fim de que não te esqueças do grande propósito.
Em teu sono, te cuidam como se fosse pequeno bebê. As asas do Senhor repousam sobre ti sem nenhum pesar.
Não retome o antigo trabalho, inicie nova tarefa. O céu olha pra ti e aguarda o amor puro e singelo, o que não custa  nem pesa, não dói e nem machuca.
A luz e a brisa  da divina morada sempre o habitaram e para sempre o farão. Não te esqueças disto!
Que a presença celestial esteja sempre em ti, que as suaves lágrimas da alma banhem o mundo que ora é tua morada.
O céu te aguarda, mas antes, a terra deve ser cultivada por tuas mãos para que muitos colham a divina verdade.

Assim seja.

Crédito da imagem: blog.ig.com.br